NYT põe discos brasileiros entre os melhores de 2002

Dois álbuns brasileiros aparecem na compilação do New York Times dos melhores de 2002, publicada hoje. Eu Não Peço Desculpas, parceria de Caetano Veloso e Jorge Mautner, e Beat the Donkey, do percussionista Cyro Baptista, estão na lista dos 40 melhores, que soma os 10 mais na opinião de quatro críticos do jornal americano.O NYT apresenta a relação lembrando que o mercado despejou 27 mil discos ao longo do ano. É um número baixo, se comparado aos cerca de 40 mil títulos que eram lançados há apenas poucos anos atrás. Mas é muito mais do que o grande público pode acompanhar. Assim, a lista inclui álbuns que ficaram à margem do mercadão.Cyro Baptista tem conquistado nos últimos anos a crítica internacional e os artistas do meio americano, valendo até elogios públicos de Wynton Marsalis. Na descrição do jornal, Cyro e sua banda passeiam por diversas batidas e influências (funk, heavy metal, sapateado), para além do samba e de outros gêneros brasileiros.Já sobre Eu Não Peço Desculpas, o NYT escreveu ser o resultado do reencontro de velhos amigos dos "loucos anos 60". De um lado, Caetano, "patriarca do pop brasileiro". Do outro, Mautner, "escritor, filósofo, letrista e cantor". O resultado da reunião é "inteligente, excêntrico", uma fusão de influências do rock, samba, eletrônica e do universo folclórico.Além dos brasileiros, aparecem também na lista do NYT nomes como o da banda punk de Utah The Used, o saxofonista porto-riquenho Miguel Zenón, a dupla de irmãos belgas Many DJ´s, e a cantora de Louisiana Mary Gauthier. Por se tratar de discos difíceis de encontrar, o jornal recomenda algumas lojas virtuais, como www.dustygroove.com, www.tigersushi.com, www.forcedexposure.com e www.descarga.com.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2003 | 15h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.