J F Diorio/AE
J F Diorio/AE

NX Zero toca o rock crescido, em show curto

Com show mais curto que o esperado, a banda só conseguiu empolgar quando tocou hits

Pedro Antunes, Jornal da Tarde

24 de setembro de 2011 | 21h14

O NX Zero não representa mais uma geração que costumava usar a franja jogada sobre os olhos e são chamados de emo. Assim como os seus fãs, a banda cresceu, evoliu, e ontem comemoraram os 10 anos de carreira tocando "no maior festival do mundo, abrindo para a banda que inspirou o NX Zero, o Red Hot Chili Peppers", nas palavras do vocalista Di Ferrero.

Depois da chuva após o show de Tulipa Ruiz e Nação Zumbi, o tempo parecia estar melhor. Sorte do NX Zero, porque o Stone Sour, que veio em seguida, não teve a mesma sorte.

O primeiro show do Palco Mundo, no segundo dia de Rock in Rio, abriu a temporada de rock do que dá nome ao festival. É claro, não se trata de um rock pesado, adulto, mas um hardcore juvenil, com letras chorosas baseadas em relacionamentos amorosos infrutíferos.

Mas o NX caminha para a evolução, experimenta, sem medo, as batidas eletrônicas e o rap. Tanto que a banda lançou, no ano passado, o disco Projeto Paralelo, uma espécie de releitura das músicas antigas, clássicos de uma tristona geração de adolescentes, com a participação de rappers brasileiros e gringos.

Foi com um deles, um dos mais badalados por aqui, que eles abriram a apresentação. Emicida participou de Só Rezo 0.2, com um público animado em frente ao palco. Aos poucos, as pessoas foram chegando do Palco Sunset e se integraram à multidão que já estava por ali.

A banda só conseguiu empolgar, mesmo, quando tocou os hits que fizeram sucesso nestes 10 anos de carreira. E eles não pouparam nenhum. Além de Mim, Pela Última Vez, Cedo ou Tarde, Onde Estiver e Razões e Emoções, que deu a banda projeção nacional - e o amor e ódio de público e crítica. Gee Rocha, guitarrista e responsável pelos backing vocals, se mostrou esforçado em mostrar que sabe ser roqueiro e experimentou alguns solos mais longos durante as músicas.

O set foi curto. Programado para ter 50 minutos, o show durou apenas 40. O grupo executou sete músicas e saiu de cena, para dar lugar o rock pesado do Stone Sour. Rock de gente grande. 

Tudo o que sabemos sobre:
NX ZeroRock in RioPalco Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.