Novo álbum de Seu Jorge é elogiado nos EUA

Voltado para o mercado internacional, Cru, lançado pelo selo francês Naïve, é o segundo álbum de estúdio de Seu Jorge e já é aguardado nos Estados Unidos, onde o artista é famoso também por sua carreira de ator, como o Mané Galinha, de Cidade de Deus, e como o marinheiro cantor Pelé dos Santos, de A Vida Marinha, que entoava canções de David Bowie traduzidas para o português."Seu Jorge não tem uma grande voz - ela é grave, triste, trêmula e pode perder o tom. Mas ele é um dos poucos exemplos de um ator que usa as ferramentas do ator para fazer a performance de cantor funcionar, ao contrário de apenas tentar incorporar o papel de um bom cantor", diz o crítico do New York Times Ben Ratliff, sobre o artista em sua coluna.O álbum traz uma versão samba-funk de Serge Gainsbourg Chatterton, adaptada por Seu Jorge e Dani Costa."Em algumas lindas baladas do compositor Robertinho Brant, ele transmite uma emoção mais profunda, como se não ligasse para como soa. Ótima produção, também: simples; animada onde precisa ser", elogia o crítico. Cru, que já foi lançado na Europa, chega nos Estados Unidos em 6 de setembro.Seu Jorge compôs para as trilhas sonoras dos longas-metragens Amores Possíveis, de Sandra Werneck, e A Partilha, de Daniel Filho, além de A Vida Marinha com Steve Zissou, no qual atuou. Este ano, ele estrelou Casa de Areia, de Andrucha Waddington, ao lado de Fernanda Montenegro e Fernanda Torres.

Agencia Estado,

18 de julho de 2005 | 16h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.