Novidades no caso Michael Jackson

Mais uma dor de cabeça para o popstar Michael Jackson. O jovem que, em 1993, fechou um milionário acordo extrajudicial para não depor contra o cantor num caso de abuso sexual, pode ser convocado novamente pela Justiça para enfrentar um júri de honra que vai analisar acusações semelhantes que estão sendo feitas contra o cantor no momento. A informação é do jornal Santa Barbara News-Press, que diz ainda que os jurados do grupo serão selecionados na próxima semana. Na época do acordo, o cantor acabou por não ser formalmente acusado. A estratégia de convocar o rapaz é do promotor do Condado de Santa Barbara, Tom Sneddon, para determinar o padrão de comportamento de Jackson. Além dele, devem ser convocados funcionários do Rancho Neverland, além de testemunhas que depuseram em 93. Desta vez, Michael Jackson sofre sete acusações de cometer atos libidinosos com um menor e duas de oferecer bebida alcoólica ao garoto. Ele se afirmou inocente e está livre sob fiança de US$ 3 milhões. Se for considerado culpado, pode ser condenado a 20 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.