Novembro concentra lançamentos das estrelas do pop

O mês denovembro traz este ano lançamentos dos maiores nomes do popinternacional, entre novidades, discos ao vivo e reembalagens. Omercado americano também ganha uma nova safra dos obrigatóriosdiscos de Natal e mais algumas compilações patrióticas. MichaelJackson vai ter uma concorrência forte com seu supostamenteaguardado Invincible, que chegou ontem às lojas. Primeiro, os veteranos. Depois de uma bem sucedida turnê mundial que está sendo lançada em DVD, Madonna volta às lojas com suasegunda compilação de maiores hits, batizada de GHV2. A popstar está confiando tanto em seus fãs que não incluiu nenhumamúsica nova no disco, como havia feito com a ImmaculateCollection, de 1990, que acaba de atingir a marca dos 10milhões de unidades vendidas. Os cartazes de promoção do disco,que contém hits como Music, Secret e Erotica, nãotem nem o nome de Madonna, apenas o rosto da cantora.Paul McCartney volta com seu mais fresco álbum em muitos anos. Omúsico deixou a depressão da morte de Linda para trás e fez umdisco com produção moderna e baladas que relembram os Beatles eroquinhos irresistíveis. Driving Rain tem tudo para fazerpor McCartney o que Supernatural fez por Santana em 1998.Mick Jagger também deve conseguir emplacar Goddess in theDoorway, seu primeiro disco em oito anos, entre o público maisjovem - graças às participações de nomes como Lenny Kravitz eWyclef Jean.Os fãs do rock dos anos 70 ganham presente duplo:Echoes, a caixa com os maiores hits do Pink Floyd, além de faixas raras e um livreto com materialinédito, e a versão "super áudio" de In the Flesh, um CDduplo com hits como Mother e Shine On You Crazy Diamonds, todos com qualidade sonora impecável em quatro canais.Para o público adolescente, a compra obrigatória deve serBritney, o terceiro disco da diva teen Britney Spears, quepromete uma sonoridade mais "picante e descolada".Entre as 12 faixas do álbum, estão algumas produzidas por ela eo namorado, Justin Timberlake, do ´N Sync, além de RodneyJerkins e Neptunes. A cantora só não usou as produções feitaspelo DJ e produtor de trance BT, responsável pelo hit Pop,do ´N Sync. "Ele é um gênio, mas o tipo de música que acaboufazendo não se encaixava com o que eu estava procurando", disseela.Nos Estados Unidos, a cantora ganha a concorrência de Shakira. Acolombiana, que desde a metade dos anos 90 é uma estrela com 8milhões de discos vendidos no mercado latino, ainda não tinhaconseguido ganhar reconhecimento nos Estados Unidos. Agora, elavolta com seu primeiro disco em inglês, batizado de LaundryService. O vídeo do primeiro single, Whenever Wherever, jáganhou boa visibilidade na MTV e no canal secundário da emissora, o MTV 2. O mercado teen ainda pode investir a mesada em TheHits: Chapter 1, dos Backstreet Boys, com os sucessos I WantIt That Way e Everybody (Backstreet´s Back), além da novaDrowning.O fim de ano ganha ainda discos ao vivo de Sting, All ThisTime, gravado na Itália, com hits como Fragile eRoxanne, e do Radiohead, I Might Be Wrong, com músicascomo The National Anthem e a inédita True Love Waits. Háainda uma edição limitada de All For You, de Janet Jackson,com novos remixes. Os lançamentos de Natal deste ano são variados e têm um apelojovem. Além de Barbra Streisand, que grava seu primeiro disco deNatal desde 1967 (o novo Christmas Memories tem clássicos defim de ano reembados com uma orquestra completa), as meninas doDestiny´s Child lançam 8 Days of Christmas, com músicas comoNoite Feliz e um médley com todos os refrões mais conhecidosda estação.A MTV americana também capitaliza na emoção natalina com o álbumTRL Christmas, promovido por seu programa de TV maisassistido. No disco, aparecem ídolos teen como ´N Sync,Christina Aguillera e TLC. A compilação beneficente A VerySpecial Christmas, por sua vez, chega a seu quinto volume, commúsicas gravadas por Sheryl Crow, Jon Bon Jovi, Dido, StevieNicks e Macy Gray.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.