Nona de Beethoven atinge US$ 3,47 milhões em leilão

O manuscrito final da Nona Sinfonia de Beethoven, com as últimas revisões e até alguns insultos do compositor ao copista, foi arrematado por US$ 3,47 milhões (R$ 10,5 milhões), hoje, num leilão em Londres. O comprador não quis se identificar, mas sabe-se que representava uma fundação privada.O valor do manuscrito, com 575 páginas, ficou apenas um pouco acima do lance mínimo, que era de US$ 3,22 milhões. Em comparação, uma única folha do rascunho da sinfonia foi vendida no ano passado por US$ 2 milhões, quase oito vezes o valor estimado.A razão é que as 575 páginas hoje leiloadas não foram escritas pelo compositor, mas por um copista. De próprio punho, Beethoven marcou o manuscrito apenas com algumas notas, segundo Stephen Roe, especialista da casa de leilões Sotheby´s.As observações do compositor vão de simples ajustes no tempo e no ritmo da sinfonia a inserções musicais completas. Estes novos trechos da Nona nunca foram publicados. O manuscrito aponta também o gênio forte do compositor, numa passagem em que se dirige ao copista com um "Seu maldito idiota!"A Nova estreou em 1824, em Viena. Beethoven já estava surdo há pelo menos oito anos. Foi amplamente aclamada, até virar, hoje, um símbolo máximo da música ocidental, mas não resolveu os problemas financeiros por que então passava o compositor, que morreria três anos depois.

Agencia Estado,

22 de maio de 2003 | 11h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.