"Noites do Norte" de Caetano vira DVD

O show Noites do Norte, baseado no repertório do novo CD de Caetano Veloso, ganha tradução em imagem. No domingo, ocorreu a gravação do espetáculo, que ficou na cidade por três fins de semana. Carlos Nader e Carlos Manga Júnior vão dirigir o DVD de Noites do Norte. Esse trabalho também vai inaugurar uma série de projetos da produtora Vertical Filmes, criada há seis meses. Além disso, a fotografia ficará a cargo de Affonso Beato. Ele costuma trabalhar com o cineasta Pedro Almodóvar e foi diretor de fotografia de Tudo sobre Minha Mãe.Nader informa que a direção estará "a serviço do show". Segundo ele, a intenção é, basicamente, que o espetáculo seja traduzido para a linguagem audiovisual. "Não queremos nenhum tipo de linguagem expressionista. Nada que seja ostensivo sem excessos de experimentalismo", afirma ele. "O nosso foco sobre a obra de Caetano será delicado, preservando as nuances de sua música. Queremos manter um olhar clássico, com movimentos retos, paralelos. Porém, por se tratar de um projeto documental, o processo ainda está muito aberto e vai depender do material recolhido, dentro e fora dos shows", completa Júnior, diretor de publicidade há sete anos e que vai estrear na direção cinematográfica com esse trabalho.Nader tem atenção especial sobre alguns gestos do compositor. "Caetano tem um universo cultural muito amplo e rico. Reúne desde a ponta da cultura pop, como rap e outros gêneros, até uma sonoridade mais ancestral. Essa mistura é orgânica e, em alguns momentos, mostra-se nos seus gestos, um esboço de coreografia que vem de seus trabalhos anteriores. Acho que esse aspecto tem de estar, de algum modo, muito bem retratado", diz.Para dosar o lado poético com a documetação objetiva, os diretores pretendem filmar, além das apresentações do fim de semana passado, um show em Salvador, que ocorrerá no dia do aniversário de Caetano, em agosto. "O enquadramento, em São Paulo, foi mais formalista, rigoroso com o espetáculo. Já na Bahia, pelo show se realizar na concha acústica, onde o público fica muito próximo do artista, a câmera será mais solta, mas atenta nessa relação de troca", conta Júnior.Caetano informa que, do ponto de vista cinematográfico, não fará interferências, mas já deu um "certo colorido" às idéias de Nader e Júnior. "O DVD ainda está em aberto, pode ampliar-se. Há uma possibilidade de mostrar outras coisas da Bahia, que dizem respeito à temática racial do disco, a questão da herança da escravidão", diz ele. "O projeto pode chegar até Santo Amaro, na documentação de alguma festa popular de lá. Infelizmente, a filmagem do DVD não coincidiu com a comemoração do 13 de maio, que preserva tradições locais riquíssimas. Uma saída, caso esse projeto se torne mais amplo, como um documentário, são algumas imagens de arquivos dessas festas, como a do Negro Fugido."Segundo Nader, a filmagem do DVD nasceu de um projeto de documentário sobre raças, a ser dirigido por ele, com o argumento de Hermano Vianna, e que ganhou inspiração com a proposta de Noites do Norte. Porém, essa idéia está em processo de elaboração, sem definições de datas. Enquanto isso não se realiza, um esboço deve estar presente no DVD, que será captado em película 16 mm. Foram usadas seis câmeras simultâneas e o material será telecinado no C-Reality dos Estúdios Mega. A finalização será em HDTV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.