No Municipal, a ópera checa que marca o século 20

O nome do compositor checo Leos Janácek (1854-1928) talvez cause certo estranhamento. E não é para menos. Nenhuma de suas óperas jamais chegou aos palcos brasileiros. A situação, porém, se corrige, quase um século depois, com Jenufa, finalizada em 1904, que estréia hoje no Teatro Municipal, sob o comando do maestro Ira Levin e do diretor Naum Alves de Souza. Não é pouca coisa: trata-se de uma obra emblemática, que redefiniu a carreira de um dos maiores autores da história do gênero. Os motivos? Em cinco récitas, de hoje até sábado que vem, o público paulistano terá a chance de chegar às próprias conclusões. O maestro Levin, diretor musical do espetáculo, dá a pista. "Suas óperas preenchem todos os requisitos: a música é fantástica, casa-se de modo perfeito com o texto, possui um timing dramático genial, grandes papéis para os cantores, ou seja, seu estilo é único", diz o maestro. "A música de Jenufa, por exemplo, é linda e o senso dramático do compositor ao narrar sua história é fascinante", completa o diretor Naum Alves de Souza, responsável pela concepção cênica do espetáculo. A ópera chega ao público paulistano com um atraso de quase um século. Segundo o maestro, trata-se de uma das mais importantes óperas do século 20. Narra a história de uma jovem humilde de um pequeno povoado da Morávia, apaixonada pelo jovem Steva, de quem fica grávida, o que desperta o preconceito dos habitantes de seu vilarejo. Está aí o ponto de partida para o libreto, ao longo do qual ela enfrenta a separação, o ciúme de Laca (meio-irmão de Steva) e até mesmo a morte de sua criança - afogada pela sua madrasta, Kostelnícka - antes de encontrar novo rumo para sua difícil vida.O papel de Jenuva será cantado pela soprano polonesa Therese Waldner.A meio-soprano norte-americana Nina Warren interpreta Kostelnícka. Outro estrangeiro do elenco, o tenor norte-americano Jeffrey Dowd será Laca. Entre os brasileiros Regina Elena Mesquita (Avó Buryja), Sebastião Teixeira (capataz do moinho) e Sérgio Weintraub (Steva). Jenufa. Hoje (sexta), terça (dia 19), quinta (dia 21) e sábado (dia 23), às 20h30; domingo (dia 17), às 17 horas. De R$ 15 a R$ 100. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698. Até 23/8

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.