Netinho será transferido para Sírio Libanês em São Paulo

Cantor foi hospitalizado no dia 23 de abril para realização de exames, queixando-se de fortes dores abdominais, após exercícios físicos intensos

Heliana Frazão ESPECIAL/ESTADÃO,

09 de maio de 2013 | 19h20

SALVADOR -O cantor baiano Netinho, deve ser transferido ainda nesta quinta-feira, 9, em uma UTI aérea, para o Hospital Sírio Libanês, na capital paulista. Ele dará continuidade  ao tratamento a que vem sendo submetido no Hospital Aliança, em Salvador, e ficará sob os cuidados da equipe do cardiologista Roberto Kalil. Netinho está sedado e respira com ajuda de aparelhos.

 

Ele foi hospitalizado no dia 23 de abril para realização de exames, queixando-se de fortes dores abdominais, após exercícios físicos intensos. Em enfrentou complicações durante a internação.

 

Netinho foi diagnosticado com tumores benignos no fígado e foi submetido à realização de biópsia para a retirada de amostra do material, para análise. Entretanto, durante o procedimento, uma artéria se rompeu e o cantor precisou passar por uma pequena cirurgia.

 

No domingo, 5, Netinho estava com previsão de alta médica, quando apresentou um quadro de inflamação em um hematoma provocado, provavelmente por bactérias do intestino. Ele passou por uma drenagem cirúrgica, na última segunda-feira, para tirada de abcesso surgido no fígado. Desde então o cantor vem sendo mantido na UTI, respirando com a ajuda de aparelhos. Segundo a equipe médica, a ventilação mecânica visa proporcionar ao músico mais conforto para respirar.

 

Uma equipe de São Paulo esteve na capital baiana para avaliar o quadro clínico do paciente e a possibilidade de transferi-lo, conforme solicitado pelos familiares do cantor. Na quarta-feira (8), apesar de ter mantido um quadro estável e com melhora, segundo o hospital, a transferência não pode ser realizada. A possibilidade tornou-se possível nesta quinta, porque, de acordo com o empresário do artista, Gegê Magalhães, Netinho se mantém estável.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.