Napster propõe compra desenfreada de CDs

A Napster está querendo comprovar que seus usuários acabam comprando mais CDs por passarem mais tempo em contato com a música. A empresa que está sendo obrigada a interromper suas atividades por ordem de um juiz da Califórnia quer promover uma grande compra de CDs nos Estados Unidos no fim de semana. Eles estão pedindo que os 22 milhões de usuários do serviço que permite distribuição gratuita de arquivos digitais comprem discos principalmente dos artistas que vêm apoiando a Napster (Limp Bizkit, Courtney Love e outros). A empresa está recorrendo à decisão judicial que faz parte de um processo aberto pela Recording Industry Association of America, que representa as principais gravadoras dos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.