Músicos tocaram ao som de gravação na posse de Obama

Organizadores explicam que o frio poderia desafinar os instrumentos musicais durante a execução

BBC

23 de janeiro de 2009 | 14h57

Os organizadores da posse do presidente dos Estados Unidos revelaram que quem assistiu a um quarteto de músicos que se apresentou no evento não ouviu amplificada a música que eles tocaram ao vivo, e sim uma gravação.  O violoncelista Yo-Yo Ma, o violinista Itzhak Perlman, a pianista Gabriela Montero e o clarinetista Anthony McGill haviam gravado no domingo a peça Air and Simple Gifts, de John Williams, que foi executada por eles na posse, na terça-feira. Falando ao jornal norte-americano The New York Times, Carole Florman, porta-voz do Comitê do Congresso americano responsável pelo evento, disse que, no dia da cerimônia, o frio "tornou impossível" tocar sem a gravação. O frio torna mais provável que as cordas de instrumentos musicais estourem durante a execução.  Por isso, por segurança, os organizadores e os músicos decidiram tocar a gravação nos alto-falantes, embora os músicos tenham de fato tocado seus instrumentos na posse. "Ninguém está tentando enganar ninguém", disse Florman. "Não é algo que nós anunciaríamos publicamente, mas não é algo que nós tentaríamos esconder."  "Não é como o Milli Vanilli", acrescentou, fazendo referência a uma dupla de cantores que fez muito sucesso nos anos 80 e chegou a ganhar o prêmio Grammy em 1990, antes que viesse a público que eles na verdade não cantavam, só dublavam suas canções. O violinista Itzhak Perlman defendeu a decisão, dizendo que a posse precisava ser perfeita. "Teria sido um desastre se tivéssemos feito diferente." Yo-Yo Ma acrescentou: "Uma corda estourada não era uma opção. Estava frio demais".  Todas as outras atrações musicais da posse de Obama foram ao vivo - embora, segundo os organizadores, Aretha Franklin tenha cantado com o acompanhamento de uma gravação que continha vozes adicionais.

Tudo o que sabemos sobre:
músicashow

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.