John Cavanaugh/ The Stone Pony/ AP
John Cavanaugh/ The Stone Pony/ AP

Músicos fazem tributo a Clarence Clemons

Saxofonista da banda de Bruce Springsteen morreu no último sábado aos 69 anos

Estadão.com.br com agências internacionais,

20 Junho 2011 | 13h09

Várias celebridades da música prestaram homenagens à Clarence Clemons, saxofonista da E Street Band, grupo que acompanha Bruce Springsteen, morto na noite do último sábado, 18, aos 69 anos em um hospital na Flórida em consequência de um derrame cerebral sofrido no dia 12 de junho.

 

Bruce Springsteen divulgou nota em seu site oficial dizendo que "Clarence viveu uma vida maravilhosa". Springsteen disse ainda que a morte do músico, que tocava com ele há 40 anos, é "imensurável". "Ele amava o saxofone e nossos fãs e dava tudo cada noite que pisava no palco", acrescentou.

 

O U2, Bon Jovi e Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, dedicaram canções ao artista em seus shows neste final de semana. Bono Vox disse antes de a banda tocar Moment Of Surrender, que Clamons 'carregou a música e agora a música o carregou', durante uma apresentação na Inglaterra.

 

O Coldplay publicou uma nota em seu site oficial dizendo que Clarence Clemons era seu saxofonista favorito. Slash e Bryan Adams também prestaram homenagens no Twitter.

 

Na semana passada, Lady Gaga, com quem Clarence gravou as faixas The Edge Of Glory e Hair, do disco mais recente da cantora, Born This Way, gravou um vídeo com depoimentos dos fãs pela melhora do saxofonista.

 

Nascido em 11 de janeiro de 1942 em Norfolk (Virgínia), Clarence Clemons se uniu à E Street Band em 1972 e desde então participou da gravação de 12 álbuns de Springsteen e de inúmeras turnês por todo o mundo.

 

Além de colaborar com outros artistas, Clemons lançou vários álbuns solo e participou do filme New York New York (1977), de Martin Scorsese.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.