Música pode combater a dor, diz pesquisa

Ouvir música pode ajudar a aliviar a dor, segundo uma pesquisa de psicólogos da Caledonian University, na Escócia. O estudo será apresentado na conferência da Sociedade Psicológica Britânica na cidade de Manchester, hoje. Os voluntários do estudo ouviram melodias que variaram de punk, rock, clássica e regional até Firestarter, do The Prodigy. Os pacientes relataram sentirem menos dor e uma sensação de maior controle sobre o corpo. "Estudamos pacientes que estavam se recuperando de pequenas cirurgias em hospitais, e descobrimos que ouvir a música favorita reduziu o nível de ansiedade deles", disse o psicólogo Raymond MacDonald, envolvido na pesquisa."Nós depois realizamos uma série de estudos em laboratório e pedimos aos voluntários que mantivessem suas mãos imersas em água gelada pelo máximo de tempo que conseguissem." Durante a experiência com água gelada, os participantes podiam escolher se queriam ouvir música, fazer cálculos mentais ou assistir a um comediante na TV. Em cada caso, a pessoa ouvindo música conseguia manter as mãos na água gelada por mais tempo, às vezes até cinco vezes mais tempo do que os outros voluntários.Os pesquisadores acreditam que o resultado foi obtido porque a música, além de propiciar distração, pode envolver o paciente emocionalmente, ao contrário de outros estimulantes. Segundo a psicóloga Laura Mitchell, que conduziu os testes, "os estudo mostrou que a música parece ser a estratégia mais eficaz para combinar distração e sensação de controle"."As músicas trazidas pelos participantes eram variadas, mas a escolha mais surpreendente foi Firestarter, que não é facilmente identificada como ´música para relaxar´, mas o voluntário que a escolheu suportou a dor por cinco vezes mais tempo enquanto ouvia a canção."MacDonald disse que o trabalho pode indicar o caminho para novas pesquisas sobre o uso de música em hospitais, por exemplo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.