Música e cinema franceses perdem Serge Reggiani

O cantor, ator, compositor e pintor Serge Reggiani morreu na madrugada desta sexta feira em sua residência parisiense, de crise cardíaca. Estava com 82 anos de idade. Um dos representantes da geração de artistas e intelectuais que fez a fama de Saint Germain de Prés nos anos 50 e 60, amigo muito próximo de Yves Montand e Simone Signoret, tendo trabalhado com Jean Cocteau, Marcel Carné, Boris Vian e Edith Piaf, Serge Reggiani chamou atenção por transmitir grande emoção às suas palavras. Sua família chegou à França como a de Montand, fugindo da Itália e do fascismo; era da região da Regio Emilia, e tinha apenas oito anos quando sua família. Hoje, o presidente Jacques Chirac definiu esse italiano que adotou a França como pátria como "um poeta com um imenso coração", lembrando um de seus grandes sucesssos, Ma Liberté, composta por Georges Moustaki nos anos 60. Foi o autor e o intérprete de Os lobos entraram em Paris, outra grande sucesso, que cantou em seu último show no teatro Olympia, poucos meses antes de morrer. No cinema, participou de O Leopardo, de Luchino Visconti. Fez um músico drogado em Paris Vive à Noite, no início dos anos 60, ao lado dos então jovens Paul Newman e Sidney Poitier ? um filme sombrio sobre o mundo artístico da região de Saint German de Prés, exatamente o mundo em que ele vivia. Num de seus poucos papéis centrais, trabalhou ao lado da bela Michele Morgan, dirigido por Claude Lelouch, no policial O gato e a rainha (Le Chat et la Souris).Começou no cinema antes de se dedicar à música. Na carreira musical, destacou-se como autor e intérprete ? um autor de canções tristes e um cantor de voz rouca e grave, com algum sotaque italiano e muita emoção. Sua terceira carreira artística foi dedicada às artes plásticas. Ainda recentemente, Serge Reggiani promoveu uma exposição de seus quadros. Sua forte personalidade permitiu que ele frequentasse grandes artistas nos mais variados campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.