MP3 in Rio discute música digital

O primeiro evento no país dedicado à música digital, MP3 in Rio, acontece na Universidade Estácio de Sá na capital carioca, neste final de semana. Motivo de polêmicas e brigas judiciais, o arquivo de compressão de áudio, MP3, que vinha sendo livremente transferido pela Internet, é tema para os dois dias de fórum de debates, workshops, shows e exposições.Os internautas serão convidados a dar sua opinião a respeito da legislação. De acordo com as soluções discutidas, o evento ainda pretende criar um projeto de lei que modernize a legislação brasileira em relação ao direito autoral e ao uso doméstico do áudio. O passo seguinte será uma campanha, com duração de seis meses, que percorrerá universidades brasileiras para ampliar a discussão e levantar 1 milhão de assinaturas - quantidade mínima necessária para dar entrada a um projeto de lei ao Congresso Nacional. A idéia é realizar, no final da campanha, um segundo MP3 in Rio.Os debates e workshops contarão com a presença de artistas como o cantor Lobão e o DJ Memê, além de representantes da Real Networks e Microsoft, FGV, jornalistas e advogados especialistas em Internet e direitos autorais.O evento será um misto de diversão e debate. Uma área de lazer, o Baixo MP3, que se confunde com uma praça de alimentação e palco, será o ambiente onde os participantes poderão gravar CDs personalizados, participar de chats, videoconferências e happy-hours. Nos dois dias, a partir das 19h, também acontece o primeiro Festival Novamúsica, com shows ao vivo de bandas ligadas ao site www.novamusica.com.br. Estes artistas viram na Internet um canal para divulgar seus trabalhos. A organização do evento espera um público de mil e quinhentas pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.