Marcos Hermes/Divulgação
Marcos Hermes/Divulgação

MP quer devolução de verba usada em show do DJ Fatboy Slim em SC

Apresentação de 2006 deveria ser gratuita, mas acabou tendo ingressos de até R$ 200

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

01 Abril 2011 | 18h20

O Ministério Público de Santa Catarina ajuizou na quarta-feira, 30, uma Ação Civil Pública pedindo a devolução de R$ 160 mil concedidos para financiar a realização do show do DJ Fatboy Slim em 2006. O evento deveria acontecer gratuitamente em Balneário Camboriú, segundo projeto apresentado pela empresa organizadora, mas acabou sendo realizado em boate particular, com cobrança de ingressos que chegavam a custar R$200.

O projeto foi aprovado na Secretaria de Turismo sem que fossem apresentados os documentos necessários. Além disso, na prestação de contas à Secretaria de Estado a empresa beneficiada pelos recursos apresentou notas fiscais que não condiziam com o plano apresentado inicialmente. Cerca de R$ 95 mil foram depositados na conta do proprietário da empresa.

O Promotor de Justiça frisou na ação que o evento "nada se harmonizava com os interesses públicos". Além da devolução do valor, a ação requer a punição dos responsáveis pela destinação e dos beneficiados pelos recursos, com base na Lei de Improbidade Administrativa.

Mais conteúdo sobre:
Fatboy Slim Santa Catarina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.