Morre Zé Gonzaga, irmão de Luiz

Morreu hoje pela manhã, aos 81 anos, o sanfoneiro e compositor Zé Gonzaga. Ele era irmão de Luiz Gonzaga (1912-1989). Zé Gonzaga faleceu em conseqüência de problemas cardíacos que apresentava desde janeiro. Ele foi levado por seu advogado ao hospital Salgado Filho, na Zona Norte do Rio, mas morreu no caminho. Segundo seu sobrinho, Januário Custódio Gonzaga, ele recusou por mais de uma vez ajuda médica. ?Ele era espírita e achava que tinha chegado sua hora?, explicou. Dos nove irmãos, José Gonzaga era o último homem vivo. Agora, restam apenas as irmãs Geni, Francisca e Moniz. A outra mulher era Socorro, e os outros quatro irmãos eram Luís, Severino, Januário e Aluízio. Todos eles nasceram em Exu, no sertão de Pernambuco. Zé Gonzaga era conhecido como "rei da alegria", como lembra o cantor e compositor Dominguinhos, ele era um dos melhores sanfoneiros da família. ?Zé era muito brincalhão e um conquistador da gota serena?, disse. Dominguinhos, que viu Zé Gonzaga pela última vez há quatro anos, conta que ele se casou uma vez quando novo e logo se separou, iniciando uma série ininterrupta de romances casuais. Dominguinhos, que tocou com Zé Gonzaga em várias ocasiões, contou também que Zé só se apresentava vestido de preto, freqüentemente com armas na cintura e com chapéu de cowboy ou de sertanejo. São dele algumas canções muito conhecidas do baião, como Carolina, Baile das Tartarugas e Viva o Rei, que compôs em homenagem ao irmão Luís Gonzaga quando este sofreu um acidente de carro nos anos 50. O enterro de Zé Gonzaga será amanhã às 10h, no cemitério de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.