Morre Willy Sommerfeld, lendário pianista do cinema mudo

Músico, que se manteve ativo até os 100 anos, morreu em 19 de dezembro, segundo fonte

Efe,

02 de janeiro de 2008 | 12h25

O lendário pianista do cinema mudo Willy Sommerfeld, responsável pelas trilhas sonoras de filmes míticos de Greta Garbo e Charles Chaplin, morreu aos 103 anos em Berlim, informou nesta quarta-feira, 2, a associação Amigos da Cinemateca Alemã. Sommerfeld, que se manteve ativo até os 100 anos e recebeu a Câmera de Ouro do Festival de Cinema de Berlim em 2004, morreu em 19 de dezembro, segundo a fonte. O pianista, cuja figura foi resgatada pela diretora Ilona Ziok através do documentário The Sounds of Silents - Der Stummfilmpianist de 2006, era o último entre os grandes desta especialidade, praticamente extinta com a chegada do som. Nascido em 11 de maio de 1904 na agora polonesa Gdansk (que era a então cidade alemã de Danzig), Sommerfeld desenvolveu suas habilidades musicais na infância. Sommerfeld começou com o violino, depois passou para o piano e nos anos 20 foi morar em Berlim, onde começou a tocar ao vivo nas projeções de cinema. Em 1933, caiu em desgraça e perdeu o emprego por se negar a fazer a saudação hitleriana.  Mais tarde, foi reabilitado e trabalhou como pianista, diretor musical e compositor para vários estúdios e salas de cinema

Tudo o que sabemos sobre:
Willy Sommerfeld

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.