Morre Ruth Brown, a ´miss rhythm & blues´

Pioneira do rhythm & blues, a cantora Ruth Brown, conhecida como "a garota com uma lágrima na voz", morreu na última sexta-feira, em Las Vegas, aos 78 anos, vítima de um ataque cardíaco, disse Lindajo Loftus, um porta-voz da Rhythm & Blues Foundation, que Ruth ajudou a fundar. Conhecida também como "Miss rhythm & blues", "Miss Rhythm" e "The Original Queen of Rhythm & Blues", Ruth foi a cantora negra que mais vendeu discos nos anos 50. Entre seus grandes sucessos gravados pela Atlântic Records estão Teardrops in My Eyes e (Mama) He Treats Your Daughter Mean. Mas seu trabalho na Atlantic terminou em 1961, e sua carreira começou a declinar. Na metade dos anos 70 Ruth viu sua carreira renascer e também atuou no cinema. Chegou a ganhar um prêmio Tony de melhor atriz atuando na revista da Broadway Black and Blue. Ela entrou para o Rock and Roll Hall of Fame em 1993. "Rute foi uma das mais importantes e inesquecíveis figuras da música monerna", disse a cantora e guitarrista de rhythm & blue Bonnie Raitt em uma declaração. "Você pode perceber sua influência desde Little Richard a Etta (James), Aretha (Franklin), Janis (Joplin) até divas atuais como Christina Aguilera", comparou Raitt. "Era minha amiga querida e eu vou sentir uma falta terrível dela".

Agencia Estado,

19 Novembro 2006 | 00h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.