Reprodução
Reprodução

Morre pianista russo Nikolai Petrov

Musicista faleceu aos 69 anos após sofrer derrame cerebral em maio deste ano

EFE,

03 de agosto de 2011 | 12h12

Moscou - O pianista russo Nikolai Petrov morreu nesta quarta-feira, 3, em Moscou aos 69 anos de idade, informou o canal de televisão NTV.

 

Considerado um dos grandes pianistas contemporâneos do mundo, Petrov sofreu um derrame cerebral em maio durante uma viagem a Minsk para participar de um fórum musical.

 

"É uma grande perda para a cultura russa. Petrov foi um músico excelente, que contribuiu muito para a cultura instrumental", disse Natalia Uvárova, chefe de imprensa do Ministério da Cultura da Rússia.

 

O chefe do Conselho de Direitos Humanos da Administração presidencial, Mikhail Fedotov, afirmou que Petrov "era um grande pianista e uma pessoa maravilhosa".

 

O pianista, que nasceu em Moscou em 1941, no seio de uma família de músicos ilustres, tocou com as principais orquestras sinfônicas do mundo, com um repertório fundamentalmente de música clássica e romântica.

 

Em 1962 ganhou a medalha de prata no Concurso Van Cliburn, nos Estados Unidos, e, em 1964, a medalha de prata no Concurso Rainha Elizabeth, em Bruxelas.

 

Até hoje era o presidente da Academia das Artes da Rússia, além de fundador e presidente do fundo benéfico que leva seu nome, destinado a apoiar músicos.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Nikolai Petrovpianomúsica erudita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.