EFE/Massimo Percossi
EFE/Massimo Percossi

Morre o cantor italiano Pino Daniele

Artista tinha 59 anos; versões de músicas suas adaptadas por Nelson Motta fizeram sucesso também no Brasil

O Estado de S. Paulo, com agências

05 Janeiro 2015 | 08h58

 ROMA - O cantor italiano Pino Daniele morreu aos 59 anos por um enfarte na madrugada desta segunda-feira, 5, em sua casa em Toscana, informaram os meios de comunicação da Itália.

O músico, que completaria 60 anos em março, se sentiu mal durante a noite e ainda conseguiu avisar seu filho Alessandro. O corpo do cantor foi levado ao hospital Sant'Eugenio de Roma.

Daniele era um dos artistas mais célebres da Itália. No Brasil, seu trabalho é mais conhecido pelas adaptações que Nelson Motta fez de canções suas, como E Po' Che Fa (que virou Bem Que Se Quis, na voz de Marisa Monte) e Quando Chove, interpretada por Patrícia Marx.

A cantora Laura Pausini escreveu sobre Daniele em sua página oficial no Facebook. "Permanecerá conosco, com seus fãs, para sempre, Pino Daniele. Com sua arte única", comentou, ao lado de uma foto com o cantor.

Com pelo menos trinta álbuns lançados no país, Pino Daniele ficou marcado por sua voz rasgada e de ar melancólico. Seu estilo flui entre o rock, o blues e o jazz, e suas letras estão carregadas de mensagens de denúncia social, sobretudo dirigidas à sua Nápoles natal. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Pino Daniele

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.