Reed Saxon/ AP
Reed Saxon/ AP

Morre o cantor e compositor americano Bill Withers aos 81 anos

Uma das maiores vozes do soul, autor de títulos como 'Ain't No Sunshine' (está na trilha do filme Um Lugar Chamado Notting HIll) e 'Lean On Me'

Redação, AFP

03 de abril de 2020 | 18h39

O cantor americano Bill Withers, uma das maiores vozes do soul, a quem devemos títulos como Ain't No Sunshine (está na trilha do filme Um Lugar Chamado Notting HIll) e Lean On Me, morreu em decorrência de complicações cardíacas aos 81 anos, anunciou sua família nesta sexta-feira, 3.

"Estamos arrasados com a perda de nosso amado e dedicado marido e pai", disse em comunicado.

"Embora ele tenha vivido discretamente com sua família e amigos próximos, sua música pertence ao mundo inteiro. Nestes tempos difíceis, rezamos para que sua música ofereça conforto e entretenimento enquanto seus fãs cuidam daqueles que amam."

O caçula de seis irmãos e nascido em uma cidade mineradora segregada em West Virgínia durante o último ano da Grande Depressão, Withers serviu na Marinha e trabalhou em vários empregos até os trinta anos, quando começou a gravar música.

Sua carreira discográfica durou apenas 14 anos. Seu último álbum foi lançado em 1985, mas seus hits, uma fusão do blues do sul dos Estados Unidos com um R&B suave, perdurou por décadas com clássicos mundiais, incluindo músicas como Lovely Day e Just the Two of Us.

Withers ingressou em 1999 no Hall da Fama do Grammy, e seu colega ícone do soul Stevie Wonder o induziu ao Hall da Fama do Rock and Roll em 2015.

Seu legado cresceu mesmo depois de ter deixado a indústria da música, com muitos artistas retomando seus trabalhos. Não era segredo que esse músico, um fervoroso defensor da liberdade criativa, sentia grande desprezo pelas gravadoras.

A música de Withers Grandma's Hands, por exemplo, tornou-se famosa novamente como rap, com o hit No Diggity do Blackstreet, com Dr. Dre e Queen Pen.

"Ele é o último afro-americano", disse o baterista do The Roots Questlove à revista Rolling Stone.

"Bill Withers é a coisa mais próxima que os negros têm de um Bruce Springsteen".

As homenagens começaram a chegar para o compositor falecido.

"Oh, cara, Bill Withers foi realmente o melhor", tuitou Chance the Rapper, apontando os hits do cantor como "algumas das melhores músicas de todos os tempos".

"Meu coração dói por ele, isso me lembra quando eu colocava para tocar seus discos... na casa da minha avó."

 

Tudo o que sabemos sobre:
música

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.