Morre o cantor de flamenco Antonio Montoya

Antonio Núñez Montoya, o legendário artista flamenco, conhecido como "El Chocolate" morreu de câncer, disse hoje sua esposa. Ele tinha 75 anos. Montoya atuou até pouco tempo atrás, disse Rosa Montoya. Morreu na terça à noite em sua casa de Sevilha, no sul da Espanha."Ele era chamado de "El Chocolate" porque era muito, muito moreno e era muito famoso na Espanha e no estrangeiro", disse ela em entrevista pelo telefone.Nascido em 1931, em Jerez de la Frontera, Montoya se mudou para Sevilha aos 6 anos e aprendeu a cantar flamenco. ParaSe dedicar à carreira artística teve de abandonar outra paixão, o futebol.Em uma carreira de sete décadas, Montoya foi elogiado por cantar em todos os estilos. Os críticos o consideravam um dos maiores artistas vivos, na tradição daqueles que cultivam o flamenco puro como TomásPavón e Manuel Torre."Era um cantor de flamenco puro, leal a suas raízes", disse seu amigo, o especialista em flamenco Manuel Herrera para a prensa local.Em 2003 Montoya recebeu uma medalha da região de Andaluzia. Un ano antes ganhou um Grammy Latino pelo melhorálbum de flamenco.Montoya, que deixa sua esposa, será enterrado en Sevilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.