Morre o belga Toots Thielemans, parceiro musical de Elis Regina e Charlie Parker

Morre o belga Toots Thielemans, parceiro musical de Elis Regina e Charlie Parker

Músico tinha 94 anos e estava hospitalizado depois de ter sofrido uma queda

AP

22 de agosto de 2016 | 11h06

BRUXELAS - O músico belga Toots Thielemans, cuja ilustre carreira teve parcerias com os grandes nomes do jazz como Miles Davis e cujos solos estiveram em inúmeras trilhas sonoras, morreu aos 94 anos.

Thielemans morreu durante o sono nesta segunda-feira, 22, em um hospital na Bélgica, de acordo com seu empresário. Ele foi hospitalizado no mês passado depois de uma queda, mas estava bem desde uma cirurgia no seu ombro.

"Ele estava feliz e se saindo bem", disse o agente Veerle Van de Poel. "Ficamos surpresos."

Em 1969, ele gravou um álbum com Elis Regina na Suécia, que no Brasil foi lançado com o título Aquarela do Brasil.

Nascido em Bruxelas em abril de 1922, Jean-Baptiste Frederic Isidore Thielemans começou a tocar gaita como um hobby e foi "contaminado" pelo jazz durante a ocupação alemã, de acordo com seu site.

Sua primeira aparição internacional veio em 1950 quando ele se juntou a Benny Goodman numa turnê pela Europa. Ele emigrou para os Estados Unidos em 1952, se juntando aos All Stars de Charlie Parker. Ele também tocou com outros grandes nomes do jazz, como Ella Fitzgerald, e estrelas mainstream como Frank Sinatra, Paul Simon e Billy Joel.

Seus solos estão presentes em diversos filmes, como Perdidos na Noite (1969) e Os Implacáveis (1972), e na abertura do programa infantil Sesame Street.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.