Morre Neil Aspinall, também considerado o 'quinto Beatle'

A morte do ex-chefe da gravadora Apple Records, dos Beatles, foi anunciada por Paul e Ringo

Efe,

24 de março de 2008 | 15h14

O ex-chefe da gravadora Apple Records dos Beatles, Neil Aspinall, morreu aos 66 anos de idade. Ele era amigo de Paul McCartney e George Harrison desde a infância, e sua morte foi anunciada esta segunda, 24, pelos sobreviventes da banda Paul e Ringo Starr, em um comunicado divulgado em Londres. Aspinall, que morreu vítima de um câncer no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center de Nova York, era considerado por muitos na indústria musical como o verdadeiro "quinto Beatle", nome pelo qual era mais conhecido o produtor dos Beatles, George Martin. "Todos os seus amigos e entes queridos sempre guardarão as mais carinhosas recordações desse grande homem", disseram MaCartney e Starr na nota, divulgada pela Apple Corps também em nome de Yoko Ono e Olivia Harrison, viúvas dos outros dois Beatles, John Lennon y George Harrison, respectivamente. "Nós conhecemos Neil há muitos anos e ele era um bom amigo. Nos nos sentimos abençoados por tê-lo em nossas vidas e sentiremos saudades dele", disse Rigo Starr no comunicado. Eles agradeceram "os conselhos e a confiável administração" de "um amigo leal" que deixou um "legado de longo alcance para as gerações futuras". O comunicado não precisa a data da morte, mas o jornal britânico Mail on Sunday publicou neste Domingo que Paul McCartney havia viajado para Nova York a fim de ficar perto de seu velho amigo. O antigo executivo, que era colega de McCartney e George Harrison em Liverpool, trabalhou como chofer e guarda-costas da banda que transportava em um furgão até os concertos antes que atingissem a enorme fama que tiveram. Conforme a popularidade dos "quatro fabulosos" foi crescendo, Aspinall passou a exercer as funções de representante e confidente do grupo até 1968, quando se converteu no gestor da Apple Corps. Apesar de ter aceito o cargo "somente até que encontrem outra pessoa", acabou dirigindo a gravadora desde 1970 até o ano passado, quando abandonou o posto. Como chefe da Apple Corps, Aspinall produziu Beatles Anthology (1996-1996) e Beatles One (2000), entre outros discos de grande sucesso. Apesar de seus escassos dotes musicais, o "quinto Beatle" chegou a participar dos coros de Yellow Submarine, uma das canções mais famosas do grupo, e tocou instrumentos de percussão em Magical Mistery Tour. Neil Aspinall deixa a mulher Suzy e cinco filhos.

Tudo o que sabemos sobre:
Neil Aspinall'quinto Beatle'

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.