Morre músico da Nueva Trova cubana Noel Nicola

O compositor e cantor, Noel Nicola, um dos músicos fundadores do movimento da Nueva Trova cubana, morreu em Havana aos 58 anos de idade, informaram nesta segunda-feira meios de imprensa.Os principais meios de comunicação cubanos destacam a notícia da morte, ocorrida ontem à noite, do artista, autor de canções como Para una imaginaria María del Carmen, Comienzo el Día y Otras e Diciembre Tres y Cuatro.Fundador, primeiro presidente e um dos maiores expoentes da Nueva Trova, Nicola escreveu mais de 350 canções. Nicola também compôs música infantil, para cinema, teatro, séries de televisão e orquestrações, e musicou poemas.Nascido em Havana em 7 de outubro de 1946, Nicola cresceu em uma família de músicos. Seu pai, Issac, foi um reconhecido professor e violonista, e sua mãe era violinista. O músico compôs suas primeiras canções aos 13 anos e seu primeiro recital em público teve como palco a instituição cultural "Casa de las Américas", acompanhado dos cantores Silvio Rodríguez e Pablo Milanes, em 1968.Um ano mais tarde, integrou o Grupo de Experimentação Sonora do Instituto Cubano de Arte e Indústrias Cinematográficos (ICAIC), onde ampliou sua formação musical nas oficinas dadas por Leo Brower, Federico Smith e Juan Elósegui.A obra de Noel Nicola foi incluída em várias antologias e monografias; representou Cuba em importantes palcos internacionais e realizou turnês por mais de 30 países da Europa, América e África.Ao longo de sua carreira artística obteve diversos prêmios e distinções e as ordens Alejo Carpentier, Pela Cultura Cubana e a Félix Varela de Primeiro Grau, as mais importantes concedidas pelo Governo da ilha às personalidades da cultura e da arte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.