Morre engenheiro de som dos Beatles e do Pink Floyd

Norman Smith produziu discos 'Rubber Soul', dos Beatles, e 'The Piper at the Gates of Dawn', do Pink Floyd

Da Redação,

07 de março de 2008 | 14h17

O engenheiro de som Norman Smith, famoso por produzir um dos mais importantes discos dos Beatles, Rubber Soul, morreu de câncer na terça-feira, 4, aos 85 anos, em East Sussex, na Inglaterra, conforme informou o jornal New York Times. Smith também trabalhou na contratação e produção dos discos The Piper at the Gates of Dawn e A Saucerful of Secrets do grupo Pink Floyd.  Smith era também músico e cantor. Em 1959, empregou-se nos estúdios EMI em Abbey Road, em Londres, e ajudou a forjar o som psicodélico que faria a fama daquele período. Por causa de suas roupas, terninhos mais comportados, os Beatles chegaram a apelidá-lo de "Normal".  Em depoimento ao livro Recording the Beatles, de Brian Kehew e Kevin Ryan, Smith falou sobre os Beatles. "As primeiras impressões do grupo chegando ao estúdio não foram das melhores, para ser sincero."  Sob as ordens do produtor George Martin, coube a Smith o papel de escolher equipamento e técnicas para captar os sons individuais no estúdio e explorá-los em disco. "Norman pensou que o som dos Beatles, tocando juntos numa sala, era fantástico, e ele preservou aquilo. E isso foi realmente diferente dos outros discos daquela época", disse Brian Kehew.

Tudo o que sabemos sobre:
Norman SmithBeatlesPink Floyd

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.