Morre em São Paulo o baterista Gigante Brazil, 56

Carioca, ficou famoso como o baterista do grupo Isca de Polícia, banda de Itamar Assumpção

Jotabê Medeiros, do Estado de S. Paulo,

29 Setembro 2008 | 19h30

Morreu nesta segunda, 29, em São Paulo o baterista e cantor Gigante Brazil, aos 56 anos, de ataque cardíaco. Gigante, cujo nome verdadeiro era Jorge Luiz, foi um dos mais importantes nomes daquilo que ficou conhecido como Vanguarda Paulista.   Carioca, ficou famoso como o baterista do grupo Isca de Polícia, banda de Itamar Assumpção. Nos anos 80, ao lado de Itamar, Bocato, Paulo Lepetit, Luiz Waack e outros, ajudou a dar vida a personagens como Beleléu e o Nego Dito.   Tocou com cantores como Celso Sim, Chris Aflalo, Suzana Salles, Vânia Bastos, e integrou bandas como Gang 90 e Bocato & Mambembe Blues Band e Jazz Inc (nome do disco que lançou com sua banda em 2007). Tinha esse apelido porque era muito alto, magro e forte e sua batida era enérgica. Tinha trovões nas mãos, segundo seus admiradores.   Segundo informações da família, morreu dormindo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.