Morre em NY o violonista Nato Lima, dos Índios Tabajaras

Músico brasileiro tocava com o irmão Antenor; dupla esteve entre expoentes do violão acústico no mundo

estadao.com.br,

16 de novembro de 2009 | 15h56

O violonista Nato Lima, da dupla Os Índios Tabajaras, morreu neste domingo, 15, por complicações em um câncer no estômago. Lima, que tinha 91 anos, estava internado em um ambulatório em Nova York, nos EUA. Os Índios Tabajara fizeram muito sucesso nos anos 60, com canções como Amapola, Maria Elena e Always In My Heart.

 

Veja também:

forum Leia mais no blog do Zanin

som Ouça música no YouTube

 

Lima era o único membro ainda vivo da dupla de guitarristas, que deixou um enorme legado na música. Os Índios Tabajaras foram os responsáveis por consolidar a popularidade da guitarra acústica sul-americana.

 

No últimos 50 anos, junto de seu irmão Antenor, Lima gravou cerca de 70 álbuns pela RCA e foi entrevistado por Johnny Carson pelo menos 35 vezes. Entre seus maiores fãs, que abertamente o consideram como inspiração, estão Amanda Cooke, Carlos Santana, John e McClellan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.