Morre diretor artístico do Carnegie Hall

Roberth Harth, o diretor artístico que inaugurou uma nova era musical na prestigiada casa de espetáculos Carnegie Hall, desde que foi nomeado para o cargo em setembro de 2001, morreu em seu apartamento de Manhattan. Ele tinha 47 anos.O executivo que deveria anunciar na terça-feira a nova temporada da casa foi encontrado morto na tarde de ontem, disse a assessora da instituição Ann Diebold, acrescentando que Harth sofreu um ataque cardíaco.O ano passado, Harth inaugurou uma nova sala construída por US$ 72 milhões, debaixo do auditório principal do Hall, que tinha uma programação eclética, que incluía música clássica, jazz e rock, com o objetivo de atrair um público maior. Nascido em Louisville, Kentucky, assumiu a direção artística do Carnegie Hall depois de passar muito tempo com o presidente do Festival Musical de Aspen, Colorado.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2004 | 15h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.