Morre compositor Hans Koellreutter, aos 90 anos

Morreu na terça-feira, no Hospital Santa Isabel, na região central de São Paulo, o músico, regente e compositor Hans Joachim Koellreutter, de 90 anos. Nascido em Freiburg, Alemanha, vivia no Brasil desde 1937. Foi mestre de grandes nomes tanto da música erudita quando da musica instrumental popular brasileira. Entre seus alunos destacam-se nomes como Tom Jobim, que estudou piano com ele, harmonia e contraponto, e Caetano Veloso. Ainda na década de 30, Koellreutter despertou nos instrumentistas eruditos brasileiros interesse para uma novidade na época, o dodecafonismo. Com seus seguidores, criou, em 1939, o movimento Música Viva, que entrou em confronto com o nacionalismo folclorista, principal influência da produção musical da época, em especial no Rio de janeiro, onde se radicou. No Rio, foi professor dos maestros Diogo Pacheco, Isaac Karabtchevsky e Júlio Medaglia. Em São Paulo, dirigiu cursos, fundou escolas. De 1963 a 1975, atuou a serviço do Instituto Goethe na Índia e no Japão. Aproveitou para estudar profundamente a música erudita desses países. Há trinta anos estava de volta, agora vivendo em São Paulo, onde deu seqüência a suas atividades de professor e compositor. Nos últimos anos, acometido do Mal de Alzheimer, estava no ostracismo. Sua cremação deve ocorrer nesta quarta-feira ou amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.