Rich Schultz/AP
Rich Schultz/AP

Morre Bucky Pizzarelli, guitarrista de jazz, após ser diagnosticado com coronavírus

Ele tinha 94 anos, era pai de John Pizzarelli e tocou com Miles Davis, Nat King Cole, Frank Sinatra e Paul McCartney

Redação, EFE

03 de abril de 2020 | 08h30

O ilustre guitarrista de jazz Bucky Pizzarelli morreu na quarta-feira, 1.º, aos 94 anos, depois de oito décadas de uma proeminente carreira artística que inclui ter tocado para presidentes e se apresentado com importantes figuras do meio musical, como Miles Davis, Paul McCartney, Frank Sinatra. Também na quarta, morreu outro grande nome do jazz: Ellis Marsalis Jr.

Bucky Pizarrelli, membro da Hall da Fama de Nova Jersey, morreu em sua casa depois de ter sido diagnosticado com coronavírus, de acordo com sua filha Mary Pizzarelli. Ela, no entanto, não confirmou se a morte foi em decorrência do coronavírus.

"Meu pai foi um mentor para muitos guitarristas profissionais e amadores. Sempre compartilhando segredos, sempre alentando e sempre em harmonia", disse o filho John Pizzarelli, que herdou a profissão do pai.

"Ele não tinha o objetivo de ser a pessoa que encabeçava a banda. Era feliz por pertencer à banda, apoiando toda a organização", completou, dizendo ainda que haverá uma homenagem a Bucky Pizzarelli "quando pudermos ficar a menos de um metro de distância de cada um", referindo-se ao isolamento social imposto para combater o coronavírus.

Bucky Pizzarelli trabalhou com importantes obras de grandes figuras, como Georgia on My Mind, de Ray Charles, At Seventeen, de Janis Ian, e Itsy Bitsy Teeny Weeny Yellow Polka Dot Bikini, de Bryan Hyland.

Paul McCartney quis trabalhar com ele em seu álbum de 2012 Kisses on the Bottom, e ele também coloborou com Frank Sinatra, para quem tocou na turnê de 1968, assim como com Les Paul, Benny Goodman, Miles Davis, Tony Bennett e Nat King Cole.

Nascido em Paterson, Nova Jersey, en 1926, a carreira de Pizarrelli começou depois de ele voltar da Segunda Guerra Mundial, e ele chegou a tocar na Casa Branca para os presidentes Ronald Reagan e Bill Clinton.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.