Morre, aos 79 anos, o lendário pianista Joe Hunter

O pianista três vezes premiado com o Grammy Joe Hunter, da banda de estúdio Funk Brothers, que esteve por trás de inúmeros sucessos da gravadora de discos Motown, foi encontrado morto em seu apartamento em Detroit, informou a polícia local. Hunter tinha 79 anos e era diabético, mas a causa de sua morte não foi divulgada. Seu filho disse a um jornal local que aparentemente Hunter estava tentando tomar um remédio quando morreu. De acordo com a polícia, seu corpo foi encontrado na sexta-feira. O pianista ficou conhecido por interpretar as canções Heat Wave, de Martha and the Vandellas, e Pride and Joy, de Marvin Gaye. Ele acabara de retornar no domingo anterior de uma turnê americana com outro integrante dos Funk Brothers, Jack Ashford. "O piano e a liderança estelar de Joe Hunter ajudaram a fazer nascer o Motown Sound", disse Bruce Resnikoff, presidente da Universal Music Enterprises, que administra o catálogo da Motown. "É impossível deixar de notar o piano de Joe naqueles primeiros grandes sucessos da gravadora. Ele foi o primeiro dos Funk Brothers, e seus refrões fantásticos e musicalidade tranquila vão viver para sempre." O documentário Standing in the Shadows of Motown, lançado em 2002, ajudou a chamar a atenção para a contribuição dos Funk Brothers para o legendário som da Motown, contribuição essa que até então não havia sido devidamente reconhecida. O álbum da trilha sonora do filme recebeu dois prêmios Grammy em 2003. No ano seguinte, Joe Hunter e os Funk Brothers receberam um Grammy pelo conjunto de sua obra. Hunter foi o primeiro músico contratado pelo fundador da Motown, Berry Gordy Jr. Os Funk Brothers forneceram a base rítmica de vários grandes sucessos de outros artistas e bandas, incluindo Diana Ross & The Supremes, Marvin Gaye, Stevie Wonder e Smokey Robinson & The Miracles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.