Morre aos 56 o cantor Warren Zevon

O cantor e compositor norte-americano Warren Zevon, de Werewolves of London, morreu ontem, aos 56 anos, de câncer de pulmão. Revelado como um dos mais originais criadores da cena de Los Angeles, nos anos 70, Zevon descobriu a doença no ano passado, quando lhe deram apenas oito meses de vida. Recebeu a notícia com a mesma ironia e humor negro que marcam seus discos Wanted: Dead or Alive ou Sentimental Hygiene: "será uma pena se eu não sobreviver até o lançamento do próximo James Bond". Dizia ter vivido "como Jim Morrison, mas 30 anos a mais". "Fazemos opções e devemos encarar as conseqüências." Desde o diagnóstico, Zevon passou a se dedicar a seus dois filhos e à conclusão de um último álbum, The Wind, lançado em agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.