Reprodução
Reprodução

Morre aos 27 anos Thomas Fekete, guitarrista da banda Surfer Blood

Músico fazia tratamento para um câncer raro

O Estadão de S.Paulo

31 de maio de 2016 | 13h21

Guitarrista da banda Surfer Blood, Thomas Fakete, de 27 anos, morreu na noite de segunda-feira, em decorrência de um câncer no abdômen, que se espalhou pelos pulmões e atingiu a coluna. 

A notícia foi comunicada pela mulher de Thomas em sua página no site GoFundMe. 

Quando tinha 17 anos, o guitarrista Thomas Fekete foi diagnosticado com um tipo raro câncer. Lutou e por um tempo conseguiu driblar a doença. Embarcou na estrada com o Surfer Blood ao longo de 6 anos e dois discos. Depois do o período de gravação e pós-produção, um mês antes do lançamento de 1000 Palms, a doença voltou.

Na época, Fekete escreveu sobre isso: “Há alguns meses, fiz uma grande cirurgia para remover um enorme tumor do meu abdômen”, então com  24 anos. “Fui diagnosticado com uma forma rara e agressiva de câncer chamado sarcoma, que infelizmente se espalhou. Há alguns dias, meus médicos informaram que ele havia chegado aos meus pulmões e à minha coluna vertebral.”

* Surfer Blood volta à independência e quer o topo de novo com novo disco

 

Mais conteúdo sobre:
Surfer Blood

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.