Morre a soprano Lorraine Hunt Lieberson

A meio-soprano norte-americana Lorraine Hunt Lieberson, que sofria de câncer, morreu na segunda-feira, em sua casa em São Francisco, aos 52 anos. Eleita a voz do ano em 2001 pela revista Musical America, Lorraine se especializou no período barroco, mas tinha repertório amplo. "Não havia nada de convencional em sua arte", disse o barítono francês Laurent Naouri.A música Laurent Naouri declarou que vai sempre se lembrar de Lorraine por sua representação de Phaedra em Hippolyte et Aricie. "Aquele foi seu grande momento, seu grande dia", disse Laurent, referindo-se à apresentação realizada pela soprano em 1997. Lorraine assumiu importantes papéis em óperas, entre eles Ottavia (Monteverdi), Ariodante (Handel), Sesto(Mozart), Carmen (Bizet), Myrtle Wilson (Harbison) e Didon(Berlioz), de acordo com a IMG Artists, companhia que a representava. Lorraine Hunt Lieberson deixa o marido, o compositor Peter Lieberson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.