Morre a cantora e compositora Clemilda

Artista alagoana ficou conhecida nacionalmente, em 1985, com a música Prenda o Tadeu

Antônio Carlos Garcia, Especial para O Estado de S. Paulo

26 de novembro de 2014 | 14h14

ARACAJU - Morreu  nesta quarta-feira, 26, por volta das 4 horas da manhã, no Hospital Primavera, em Aracaju, a cantora e compositora Clemilda, 78 anos. Ela ficou conhecida nacionalmente em 1985, com a música Prenda o Tadeu e a partir daí participou de vários programas de rádio e televisão. Desde julho passado, a cantora, cujo nome verdadeiro era Cremilda Ferreira da Silva, estava internada com diversos problemas de saúde. O quadro se agravou em virtude de pneumonia e ela não resistiu. Por mais de 35 anos, ela apresentou aos domingos, na TV Aperipê, o programa Forró no Asfalto.

O velório de Clemilda, que nasceu em São José da Laje, em Alagoas, ocorreu em Aracaju, cidade onde vivia há mais de 50 anos.  Depois do sucesso com Prenda o Tadeu, Clemilda continuou a trajetória e 1985 ganhou o primeiro Disco de Ouro. Dois anos depois, em 1987, com  Forró Cheiroso, ela ganhou o segundo, com a música Talco no Salão, tocada em todas as rádios do Brasil. O primeiro disco dela leva o seu nome e foi lançado pela Continental. Ao longo da carreira, foram mais de 40 longs-plays (LP) e CDs.


Tudo o que sabemos sobre:
Músicacantora ClemildaPrenda o Tadeu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.