Estadão
Estadão

Moradores se dividem quanto a barulho na vizinhança da Arena do Palmeiras

Vizinhos do estádio na região da Pompeia, em São Paulo, ouvidos pelo 'Estado' estão incertos quanto ao incômodo que os shows podem causar

João Paulo Carvalho, O Estado de S. Paulo

25 de novembro de 2014 | 12h31

Alguns moradores da região da Pompeia não temem sofrer com o barulho dos shows de Paul McCartney nesta terça, 25, e quarta, 26, no Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras, em São Paulo.

Um arquiteto que não quis se identificar diz que todo e qualquer barulho vindo do ex-beatle deve ser aplaudido de pé. "Acho uma grande besteira que os shows aqui podem incomodar a vizinhança. Deveríamos nos sentir prestigiados . Temos Paul McCartney se apresentando na nossa cidade, no nosso bairro. Para mim, é motivo de orgulho", afirma.

Outra moradora, que não quis ter o nome divulgado pela reportagem do Estado, afirma que os shows no novo estádio do Palmeiras podem, sim, incomodar. "Tudo vai depender da frequência que esses shows forem realizados por aqui. Parece que os Rolling Stones também virão, certo? Até aí tudo bem. Paul McCartney, Mick Jagger. O problema começa quando esses artistas de quinta categoria começarem a dar as caras", brinca a mulher.

Filas. No início da tarde desta terça-feira, as filas já eram quilométricas ao redor do estádio. Na entrada que dá acesso à pista, a fila ja dobra todo o quarteirão. A movimentação para retirar os ingressos ainda é intensa. Muitos fãs decidiram retirar as entradas no dia do show.

Tudo o que sabemos sobre:
Paul McCartneySão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.