Ministro Gil canta em SP pelo fim da guerra

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, trocou o gabinete pelo palco e cantou para uma multidão de 30 mil pessoas na Praça da Paz, no Ibirapuera, São Paulo, em favor do fim da guerra no Iraque. No programa, músicas como A Janela, A Paz, Domingo no Parque e Three Little Birds.Entre uma e outra canções ele falou que os atos dizem mais que as palavras. "Faz parte do código genético, do coração do brasileiro ser contra a guerra. Não é justo que pessoas inocentes morram." O show do ministro-cantor na Praça da Paz do Parque do Ibirapuera fez parte da manifestação pela paz que contou com apresença de diversas personalidades do meio artístico e político como o presidente do PT, José Genoino, a prefeita Marta Suplicy(PT), o secretário municipal da Cultura, Celso Frateschi, a atriz Maria Fernando Cândido e vários outros.José Genoino deu início a manifestação falando que o ato é uma mistura política com arte. "A paz é uma causa ampla. Estamos aqui para protestar contra a guerra no Iraque e lutar pela paz,valor fundamental para o mundo."Já a prefeita Marta Suplicy disse que o brasileiro é um povo da paz e quer manifestar a sua contrariedade contra a guerra do Iraque. "O ato aqui na Praça da Paz é uma oportunidade para opaulistano se manifestar contra a guerra no Iraque. Não é um show, não é uma passeata e sim, um manifesto da nossa cidade afavor da paz no mundo."No encerramento, o cantor João Suplicy pediu para as pessoasficarem de mãos dadas e todas gritaram: "São Paulo quer paz. OBrasil quer paz. George Bush, Saddam Hussein, parem com essaguerra. O mundo quer paz." O evento foi organizado pelo Partido dos Trabalhadores (PT)com o Comitê pela Paz, Contra a Guerra e contou com o apoio daPrefeitura de São Paulo.

Agencia Estado,

30 de março de 2003 | 20h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.