Minczuk é nomeado regente da Filarmônica de NY

O co-diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, maestro Roberto Minczuk, está em franca ascensão nos Estados Unidos. Depois de trabalhar por cinco anos com a Orquestra Filarmônica de Nova York, o maestro foi recentemente nomeado regente-associado da orquestra americana. E está com uma agenda cheia de shows e gravações, tudo por lá. A partir do próximo dia 6, Minczuk rege uma série de sete concertos nos parques de Nova York, dois dos quais no Central Park. E o mais interessante é que, além de um repertório já comum para o público nova-iorquino, com direito a Tchaikovski e outros medalhões da música clássica, Minczuk dá um tempero brasileiro a seus concertos na maior cidade do mundo. Por exemplo, ele programou para esta série de apresentações a Dansa Brasileira, de Camargo Guarnieri, o prelúdio das Bachianas Brasileiras nº 4 e Modinha, de Tom Jobim. A Filarmônica de Nova York se apresenta no Central Park todos os anos. A escolha do repertório deste ano, segundo o maestro, reflete a vontade de manter o alto nível da orquestra e agradar ao público. ?Os concertos no Central Park costumam reunir de 90 a 120 mil pessoas, que vão e fazem seus piqueniques, outros vão apenas pela música?, diz Roberto Minczuk. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

Agencia Estado,

01 de julho de 2003 | 21h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.