Markos Montenegro/Divulgação
Markos Montenegro/Divulgação

Micheline Cardoso ganha os gringos apostando na brasilidade

Através da internet, cantora carioca chamou a atenção de DJs e produtores estrangeiros

estadão.com.br,

02 de dezembro de 2011 | 17h54

SÃO PAULO - A carioca Micheline Cardoso teve o privilégio de construir sua identidade musical participando de turnês de grandes compositores brasileiros, como Tim Maia, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

 

Sob a influência de um pai fã de Dona Ivone Lara e Darcy da Mangueira, canta desde pequena. Micheline contou em entrevista ao Estadão.com.br que começou como crooner, cantando clássicos do samba com orquestras cariocas, mas logo sentiu a necessidade de extravasar sua criatividade em canções originais.

 

Micheline dá preferência à internet para propagar seu trabalho, e é favorável à revolução digital que agitou a indústria da música nos últimos dez anos.

 

Foi através de sua página no MySpace, quando o site ainda representava o maior cartão de visitas de artistas em todo o mundo, que despertou a atenção de produtores e DJs estrangeiros.

 

Algumas versões e remixes de suas músicas agradaram aos ouvidos europeus, e foram determinantes no processo que culminou na divulgação de seu trabalho na América do Norte e em países como Itália, Alemanha e Áustria, onde viria a se apresentar ao vivo em diversas ocasiões.

 

Os shows também contaram com boa receptividade no Velho Mundo, e Micheline já programa um retorno em julho de próximo ano, época em que florescem os grandes festivais e shows abertos.

 

Confiante em seu talento como compositora, a cantora vem modificando a base do repertório ao vivo, apresentando cada vez mais canções autorais, a maioria delas baseada em um samba "moderno" e atualizado. De volta ao Brasil, se apresenta em São Paulo pela primeira vez no ano no dia 15 de dezembro.

 

Ouça abaixo Made in Brazil, faixa que abre seu quarto álbum, Cascadura Samba, lançado em 2011 e formado apenas por músicas próprias, sendo a maioria escrita e arranjada em parceria com o produtor Luiz Antonio Gomes.

 

 

SERVIÇO

Micheline Cardoso (abertura: Banda Cubo)

Café Aurora, às 22h30

Entrada R$ 20

Tudo o que sabemos sobre:
Micheline Cardoso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.