Michael Jackson vira muçulmano e se chama Mikaeel, diz jornal

Segundo 'The Sun', músico participou de cerimônia na casa de um amigo para jurar fidelidade ao Corão

Da Redação,

21 de novembro de 2008 | 12h05

O cantor Michael Jackson se converteu ao islamismo e mudou seu nome para Mikaeel, segundo informou o jornal inglês The Sun nesta sexta-feira, 21. O músico de 50 anos participou de uma cerimônia na casa de um amigo em Los Angeles para jurar fidelidade ao Corão. Na ocasião, Jackson, que cresceu como Testemunha de Jeová, usava trajes da religião muçulmana. Uma fonte contou ao The Sun como o músico decidiu se converter. Segundo a fonte, um produtor e um compositor, ambos muçulmanos, achavam que Jackson estava um pouco desanimado. "Eles começaram a falar sobre suas crenças e como eles se tornaram pessoas melhores depois da conversão. E então, Michael começou a considerar a idéia". A fonte acrescenta ainda que "um líder foi chamado da mesquita e Michael participou da 'shahada', uma declaração para conversão muçulmana. Mikaeel, segundo o The Sun, é o nome de um dos anjos de Alá. A fonte afirmou que o músico rejeitou o nome Mustafa, que significa "o escolhido". Michael Jackson é aguardado em Londres na semana que vem para depor num processo movido contra ele pelo filho do rei de Barein. Contudo, na terça-feira, seu advogado afirmou que ele talvez esteja doente demais para viajar. O xeque Abdullah bin Hamad al-Khalifa, segundo filho do rei de Barein, diz que Jackson descumpriu um contrato para gravar um novo álbum e escrever uma autobiografia e lhe deve US$ 7 milhões. Jackson quer dar seu depoimento por videolink da costa oeste dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.