Michael Jackson vai ajudar ONG brasileira

O pop star Michael Jackson quer fazer uma grande festa para 500 convidados em sua fazenda na Califórnia conhecida como Neverland (Terra do Nunca), que tem parque de diversões, com carrossel e roda gigante em tamanho real. Parte da renda será destinada à ONG brasileira "E aí, como é que fica", com sede na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.Em 1996, Jackson dançou e cantou para gravação de um videoclipe dirigido pelo cineasta norte-americano Spike Lee, na favela carioca Dona Marta. A filmagem foi negociada comMarcinho VP, ex-líder do tráfico no morro e que foi morto no mês passado, no presídio Bangu 3, no Rio. O mesmo que recebeu a polêmica mesada para escrever um livro, do cineasta João Moreira Salles e que depois virou personagem do livro Abusado, lançado este ano pelo jornalista Caco Barcellos.A festa será no dia 13 de setembro. O ingresso para duas pessoas custará cerca de US$ 5 mil (R$ 15 mil), incluindo jantar completo, números de mágica e jogos. Os convidados receberão uma sacola de brindes também no valor de mil dólares, que terá uma pintura do artista brasileiro Romero Britto. Segundo divulgou o agente de Jackson, Stuart Backerman, de cada convite vendido, mil dólares serão destinados às três entidades beneficentes. Backerman disse que espera vender 250 convites e arrecadar US$ 1,25 milhões e destinar US$ 250 mil para doação. Além da ONG brasileira, que mantém as crianças da favela com alimentação, roupas e medicamentos, as doações irão também para a Make-A-Wish Foundation que cuida de crianças aidéticas e a Oneness, que se dedica a combater o racismo através da arte e da música.Especula-se que a propriedade Neverland está prestes a ser colocada à venda, e que uma das maneiras de atrair compradores, seria justamente promover a abertura seletiva da propriedade. Ela é avaliada em cerca de US$ 12,3 milhões (R$ 37 milhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.