Michael Jackson tem uma vitória e uma derrota no tribunal

O cantor Michael Jackson conquistou uma vitória mas sofreu uma derrota no mesmo tribunal de Los Angeles, que hoje anunciou dois veredictos num processo movido por um ex-conselheiro que acusou o astro de quebra de contrato.Após dois dias de deliberações, o júri condenou o Rei do Pop, que não compareceu ao julgamento, a pagar US$ 900 mil a seu ex-conselheiro Marc Schaffel. Ao mesmo tempo, numa ação apresentada por Jackson, Schaffel foi condenado a pagar US$ 200 mil.Schaffel trabalhou com Michael Jackson na produção de dois programas de televisão. Ele acusou o cantor de não pagar seus honorários. Os advogados do astro responderam que Schaffel era um "vigarista" e havia usado indevidamente mais US$ 500 mil de sua propriedade.O pedido original de Schaffel era uma compensação de US$ 3,8 milhões, depois reduzida a US$ 1,6 milhão. Em última instância, seu advogado pediu US$ 1,4 milhão por comissões, empréstimos não pagos e outras despesas."Conseguimos menos do que pedíamos, mas considerando todos os fatores, estou satisfeito", comentou Schaffel após o veredicto.

Agencia Estado,

14 de julho de 2006 | 23h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.