Michael Jackson recebe alta do hospital

O astro pop Michael Jackson recebeu alta após uma curta internação hospitalar para tratamento de sintomas de uma forte gripe que levaram a mais uma adiamento da seleção do júri de seu julgamento por pedofilia.O cantor voltou para o rancho Neverland na noite de ontem (madrugada de hoje, no horário de Brasília), disse a porta-voz dele, Raymone K. Bain, à agência de notícias Associated Press. "Ele ainda não está se sentindo bem, mas ele vai continuar sua recuperação em casa", disse Raymone. Ela disse que as náuseas e os outros sintomas diminuíram o suficiente para ele poder deixar o hospital. "Ele estava forte o bastante para ir para casa, eles perceberam", disse em referência aos médicos do cantor.Jackson deixou o Centro Médico Marian pouco depois de uma rápida entrevista coletiva na qual o médico disse que o cantor estava com "sintomas de virose", mas estava bem. Jornalistas e fotógrafos não viram Jackson saindo, mas dois furgões pretos encostaram na área de recebimento de cargas do hospital, fora das vistas da imprensa, e logo saíram do local. Na coletiva, o médico Todd Bailey deu uma breve atualizada no estado de saúde do cantor, mas não respondeu a muitas perguntas. "O senhor Jackson continua em estado estável e continua em observação neste momento. Ele ainda precisa de alguns cuidados para alguns sintomas persistentes de uma virose, mas está bem", disse o médico. Horas antes, os pais de Jackson, Joe e Katherine, e o irmão dele Jermaine visitaram o cantor no hospital. Jackson, de 46 anos , sentiu-se mal na manhã de terça-feira quando estava a caminho do tribunal de Santa Maria, onde os potenciais jurados de seu julgamento aguardavam para serem interrogados pelos advogados do caso, em uma das etapas do processo de seleção do júri.O astro pop foi, então, levado ao pronto-socorro do Centro Médico Marian, onde foi tratado de "uma doença como gripe, associada a vômitos". O tratamento incluiu fluidos intravenosos.Vários jornalistas que estão cobrindo o julgamento de Jackson e alguns fãs do cantor ficaram na porta do hospital desde a internação do astro, esperando por notícias dele. Na manhã de ontem, alguém que se parecia com Jackson pôde ser visto pelas janelas de um quarto do hospital e acenou para a multidão. Como a pessoa ficou com o rosto coberto, não se sabe se era, de fato, o cantor.O juiz da Corte Superior Rodney Melville, percebendo que muitos dos potenciais jurados também estavam doentes, adiou a seleção do júri para 22 de fevereiro, próxima terça-feira. Os interrogatórios individuais começaram na segunda-feira depois de uma semana de recesso devido à morte da irmão do advogado de defesa de Jackson, Thomas Mesereau Jr.Jackson é acusado de abusar sexualmente de um garoto de 13 anos que sofria de câncer, em seu rancho Neverland, além de oferecer bebida alcoólica para o garoto e conspirar para mantê-lo preso em sua casa. O julgamento pode durar até seis meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.