Michael Jackson processa produtor de shows

Michael Jackson abriu um processo contra um promotor de shows a fim de impedir o julgamento de um controvertido contrato para um show em 1999. Jackson e sua empresa MJ Company processaram, na segunda-feira, o promotor Marcel Avram e sua empresa, com sede na Alemanha, por contravenção de contrato, segundo indicam os documentos da corte.O pedido pretende que o juiz conceda uma proibição provisória que impeça Avram de continuar com o julgamento. Jackson testemunhou em novembro de 2002 sobre uma ação que Avram moveu contra ele pedindo US$ 21 milhões, acusando o cantor de não cumprir um contrato para realizar dois shows em 1999. Um jurado do condado de Santa Bárbara decidiu em março de 2003 que Jackson deve pagar a Avram US$ 5,3 milhões.Ambas as partes chegaram a um acordo sobre o pagamento em 2003, para resolver as diferenças presentes e futuras em relação aos shows, segundo os documentos judiciais.As disputas quanto ao pagamento seriam resolvidas em uma corte superior como parte do trato, mas Avram prosseguiu com a queixa, segundo o processo recém apresentado por Jackson.A audiência de julgamento está programada para o dia 24 de outubro. Jackson está em busca de uma ordem judicial que proíba qualquer forma alternativa de resolução da disputa.O advogado de Jackson, Michael Bruce Abelson, não respondeu o telefonema da Associated Press para comentar o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.