Michael Jackson posa de ativista da causa negra

Michael Jackson resolveu abrir a boca novamente. Em uma palestraontem em Nova York, o cantor falou de novo sobre a"conspiração" para "jogar o público" contra ele. "Já fuichamado de freak, homossexual, molestador de crianças, jádisseram que eu branqueei minha pele", afirmou ele naconferência Music Industry Initiative, na sede da NationalAction Network, no Harlem. "Tudo para colocar o público contramim."Jackson também explicou porque virou recentemente umativista negro, que luta contra o racismo na indústriafonográfica. "Eu sei a minha raça. Eu só preciso olhar noespelho. Sei que sou negro." Segundo o músico, a indústriafonográfica organizou-se contra ele logo depois que eledesbancou recordes de vendas de artistas brancos, como ElvisPresley e os Beatles. A conferência foi convocada para discutir os contratos "injustos" das gravadoras com seus artistas iniciantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.