Michael Jackson nega ter recebido proposta da Igreja

O cantor Michael Jackson negou que tenha sido abordado pelo Vaticano para cantar na seleção de músicas do CD que homenageará o falecido papa João Paulo II, segundo anunciou o site Imdb.com. O astro pop, que atualmente está morando na ilha de Amwaj, no Bahrain, país da Ásia, disse ainda, através do porta-voz Raymone Bain, que o Padre Giuseppe Moscati, da Millennium Music, nunca conversou com ele sobre o CD.Ao contrário do que foi publicado nos jornais da Itália e dos Estados Unidos nos últimos dias, Raymone disse: "Michael Jackson não sabe de nada sobre esse projeto. Não participou de nenhuma reunião com a Millennium Music, especializada em músicas religiosas". No entanto, Raymone revelou que Michael foi abordado pela Igreja Católica na mesma época em que respondia, na Justiça, por um acusação de pedofilia. "Mas ele estava sendo julgado, então não queria focar sua atenção em outras coisas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.