Michael Jackson não voltará à Sony

A saída de Tommy Mottola da Sony Music não significa avolta de Michael Jackson, de acordo com o jornal New YorkPost. Uma fonte da gravadora garante que nada mudou na relaçãode Jackson com o selo Epic Records. O pop star vai receber seusmasters de volta daqui a alguma coisa entre cinco e oito anos,mas vai ter de pagar os US$ 200 milhões que deve ao grupojaponês. Por enquanto, ele tem de pagar apenas os juros. Osempréstimos são garantidos pelo catálogo dos Beatles, do qualJackson é um dos donos. A fonte garante que o rei do pop não vaigravar mais nada para a Epic, que está em processo dereestruturação e corte de custos, como todo o grupo Sony.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2003 | 13h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.