Michael Jackson faz manobra para acumular prêmios

Mais uma vez, Michael Jackson se envolveu em umasituação mal explicada. Depois de semanas de polêmica, o popstar anunciou que vai se apresentar no American Music Awards,que acontece hoje em Los Angeles. Mas, de acordo com seusassessores, o público verá "uma apresentação", mas Jacko nãoestará no palco.Segundo a imprensa norte-americana, será exibido um vídeode Michael cantando a música Man in the Mirror, de 1988,feito com uma colagem de imagens de várias épocas. Um dosassessores do astro defendeu o plano dizendo que o vídeo foirodado "há pouco tempo".Na verdade, o esquema tenta driblar o problema diplomáticocom a organização do Grammy. A Academia de Artes e CiênciasFonográficas, que organiza o principal evento da músicanorte-americana, coloca na geladeira as estrelas que aparecem noAmerican Music Awards, que, em geral, é organizado pouco mais deum mês antes.Michael havia se comprometido a aparecer no AMA, mas mudoude idéia quando percebeu que não seria convidado para o Grammy.O incidente fez com que Dick Clark, o criador do prêmio,entrasse com um processo de US$ 10 milhões contra osorganizadores do Grammy.Jacko e seus assessores acham que uma apresentação em vídeopode aumentar as chances de uma aparição no Grammy. Clark dizque, como o pop star não vai estar se apresentando ao vivo noAMA, como havia prometido, o processo continua valendo. E aorganização do Grammy diz que vai primeiro ver a performancedele hoje à noite para decidir se vai ou não fazer um convitepara a premiação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.